Eternidade

Quando nós entramos no descanso de Cristo, deixamos de ser temporais, quer dizer, não seremos governados pelo tempo. Não veremos mais nossa vida na Terra como passageira e breve. Nunca foram os planos e os propósitos do Pai matar ou destruir o homem, a Terra, destruir a sua criação, nunca foi esse o propósito do Pai. Deus não projetou o homem para morrer; e Cristo veio exatamente destruir o poder da morte através da restauração de todas as coisas.

Ao entrarmos nesse descanso – que é Cristo – é que deixamos de ser um ser temporal para ser atemporal. Então, não estaremos mais limitados pelo tempo, passamos a viver fora do tempo terreno e nos tornamos eternos como Ele é eterno.

O tempo ao qual nos submetemos foi criado por Deus, mas Ele mesmo está fora do tempo. Deus não se submete ao tempo terreno, porque esse foi criado por Ele. Por causa do pecado, o homem perdeu a vida eterna. Estando, então, submisso ao tempo natural que o governa até que entre em Cristo – a vida eterna. Pois Ele veio para dar vida em abundância e abundância de vida; porque Ele mesmo é a vida que habita em toda a criação. E somente o Cristo ressuscitado poderá nos dar essa vida sem fim.

Quando deixamos de ser temporais, movidos e motivados pelo tempo – que nos limita numa forma de viver medíocre – nós colocamos toda a nossa expectativa, toda nossa esperança, toda a nossa alegria e a nossa felicidade nas coisas eternas, nas coisas celestiais. Não vivemos mais limitados a coisas temporais e naturais, mas estamos dentro da eternidade, onde tudo se faz novo.

Somos eternos como Ele é eterno. Assim, para podermos governar as coisas naturais, devemos vê-Lo como esse descanso. Comecem a ver Cristo como a eternidade, comecem a ver a sua grandeza sobre todas as coisas.

Somente aqueles que pensam que a vida é breve e passageira põem a mente e as suas intenções nas coisas que passam fácil. Ao entrarmos Nele, ao entrarmos no seu descanso, tudo o que é natural perde o sentido, pois já não seremos mais deste mundo temporal, mas pertenceremos Àquele que é eterno, cujo tempo se submete a Ele.

Somos seres dimensionais, precisamos compreender quem somos. A Terra não pode nos limitar, a dimensão terrena não pode nos limitar, somos celestiais e precisamos entender, compreender e viver nessas dimensões, nas dimensões de governo, as dimensões celestiais. Elas devem ser o nosso habitat, devem ser o nosso lar, o nosso foco. Não é a Terra o nosso foco, é o céu, porque é o céu que governa sobre a Terra. Então quando subimos ao céu, entramos na dimensão onde Cristo está, podemos olhar para a Terra e saber que tudo é tão pequeno, medíocre e passageiro; então poderemos governar, porque o que governa é maior do que aquele que é governado.

Que o Pai nos ajude a compreender a grandeza do Seu chamado e do Seu propósito, que vai mais além de sermos apenas cristãos, de estarmos apenas ligados a congregações, de sermos pessoas boas, de estarmos lutando pela a nossa própria vida, pela a nossa própria felicidade que é medíocre, terrena e passageira.

Aqui na Terra, nada terá mais importância quando nos tornamos dimensionais; quando nos tornamos eternos tudo aqui é medíocre, tudo aqui é como um sopro do vento, tudo aqui é passageiro.

Que o Pai nos dê essa compreensão nos ajude e nos leve a viver nas dimensões celestiais, nas dimensões onde podemos governar sobre a Terra, sobre as circunstâncias e mover tudo com o sopro do Seu Espírito.

Nos leva, Senhor, a vermos a nós mesmo como seres eternos, onde a nossa alegria e o nosso prazer não estejam nas coisas terrenas e passageiras, mas naquilo que é eterno, naquilo que irá viver para sempre. Tudo em nossa vida tem que ser eterno, o propósito, o chamado. Que tudo o que fizermos nessa vida, seja para a eternidade e não para nós mesmos. Não seremos mais breves e limitados sobre essa Terra, pois nos tornamos seres eternos, governantes, sobrenaturais, porque entramos Nele e somos um com Ele, descansamos Nele, somos a Sua imagem e semelhança.

A Sua ressurreição, o Seu espírito, a Sua glória torne-nos seres eternos, torne o nosso espírito eterno, nossas ações eternas, as nossas palavras eternas, o nosso conhecimento eterno, a nossa vida eterna; tudo o que fazemos seja eterno, os relacionamentos, casamento, as amizades, tudo o que temos seja eterno. Saiamos da limitação! Nossa vida não é breve e passageira, não precisamos de apego e idolatria – essa é a razão do medo nos dominar. Pai, nos ajude e nos leve a entrar na dimensão da eternidade, a galgar os caminhos da eternidade e subir a montanha do Eterno, nos leve a compreender, mais e mais, essa glória comprada na cruz do calvário; não apenas a salvação, mas a glória da ressureição.

O que é a vida eterna? Peça para Ele te revelar o que é a vida eterna, você ainda não sabe, você ainda não tem o entendimento do que é a vida eterna. O Senhor está te perguntando: “O que é a vida eterna para você? O que é ser eterno para você?”. Pergunte a Ele, descubra o que é a vida eterna. É um conceito na sua mente, é apenas um pensamento, é apenas uma teologia bíblica de que você tem a vida eterna em você? Pergunte agora e descubra essa vida eterna dentro de você. O Senhor te pergunta: “O que é a vida eterna para você? O que é ser eterno?”. Destrua a teologia errada sobre a vida eterna.

Vida eterna, você tem vivido a vida eterna? Você tem andado na vida eterna? Você conhece a vida eterna? Você entende e compreende o que é a vida eterna? Somos tão limitados, cheios de limitações na mente, na alma, nas palavras, nas atitudes. Por que tanta limitação se a vida eterna habita em nós?

Ela jorra para aqueles que compreendem, conhecem, e desejam a vida eterna mais do que a vida terrena. A vida eterna não começa com a morte; a vida eterna começa quando entramos em Cristo; a vida eterna começa no momento em que conhecemos ao Cristo ressurreto, o Cristo que ressuscitou, é aqui que começa a vida eterna. Você pode começar hoje a ter uma vida eterna e viver eternamente, através de buscar o Cristo ressurreto, não o Cristo da cruz terreno, mas o Cristo glorificado que está reinando no trono ao lado do Pai, é Nele que está a vida eterna. Ele veio dar a vida eterna, vida sem fim, vida sem limites, Ele é o princípio e o fim, vida sem fim, porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas.

A verdadeira alegria está Nele, dentro Dele.

Compreendem o que é a eternidade?

Muitos vivem sem perceber e sem desejar a eternidade, se contentam com a vida passageira e terrena, ao invés de buscar a vida eterna que está em Seu descanso, que está Nele, em Sua glória, em Sua ressurreição, em Seu amor, em Sua perfeição, em Sua santidade. Entre na Sua ressurreição, entre Nele, entre na vida eterna.

Os planos do Eterno se cumprirão, a vida eterna estará outra vez sobre a Terra e aqueles que ouvem e veem viverão a vida eterna. A vida eterna está sobre a Terra, porque os céus e a Terra são uma só coisa para os que estão unidos a Jesus Cristo. Peçam a Ele o desejo de ser eterno, de viver a vida eterna, peçam e perguntem, descubram o que é a vida eterna, esse é o maior tesouro do ser humano; não são as coisas terrenas e passageiras que nós damos tanto valor, por estarmos olhando as coisas por uma perspectiva humana e natural, mas a vida verdadeira será para sempre eterna.

Peçam para compreender essa realidade da eternidade, não deixe que o diabo roube essa vida eterna, porque ela já chegou, ela está disponível; tome posse e viva verdadeiramente eternamente; saia das limitações da vida natural, porque o Eterno está aqui. Descanse no Eterno. Nós temos a eternidade, para que ter pressa? Nós temos a eternidade disponível, para que a aflição? Para que o desespero? Para que?

Entrar na eternidade, conhecer a vida eterna, é uma mudança de mente radical – uma mudança de atitude. E o que você prioriza na sua vida, as suas prioridades do dia a dia, onde o seu foco está centrado diariamente, em que você pensa mais e o que você mais busca vai determinar onde está a sua atenção, e o quanto de vida eterna vai ter em você. Isso vai demostrar no que você crê; demostrará se realmente nós entendemos e entramos na ressurreição. E com o que nós gastamos mais o nosso tempo, o que nós priorizamos mais nessa vida e em que nós colocamos mais a nossa atenção no dia a dia, é isso que vai governar a nossa vida diariamente. O que está governando a nossa vida? O que está limitando nossas atitudes? No que está pautada as nossas decisões e o que fazemos diariamente? Quem é que está decidindo o meu caminhar? Tudo isso devemos responder para poder então descobrir se já somos realmente eternos. O que vai muito além de apenas ter um conceito sobre a vida eterna.

Entrar nessa vida eterna, realmente é viver como um ser eterno, é bem mais além, é sem limitações. A morte existe simplesmente como uma consequência do pecado. O desejo do coração de Deus é que o homem seja eterno, como Ele é eterno, que o homem viva conhecendo e desfrutando muito mais dos prazeres celestiais do que dos prazeres terrenos.

O sábado não é o que a religiosidade diz que é, o sábado é Cristo – que é o nosso descanso – Ele é o sétimo dia.  Os outros seis dias representam as coisas naturais da vida, é a vida natural do ser humano terreno, e o momento do descanso é o momento que você está com Ele, que você está dentro Dele, esse é o dia. O dia fala do momento, do tempo que você está Nele e com Ele, onde você descansa de todas as coisas, esse foi o descanso que o Senhor preparou para nós.

Quanta gente sofre, vive uma vida tão medíocre, tão pequena, lutando com pequenas aflições do dia a dia, lutando contra eles mesmos, com coisas naturais, medíocres, sendo que quando se entra nesse descanso, é que se entra na eternidade. Porém, esse tem que ser o nosso desejo, entrar na eternidade, pois o que é eterno governa sobre o que é terreno. A vida governa sobre a morte, a vida subjuga a morte, então se entramos na vida eterna, se entramos nesse descanso, experimentaremos a ressurreição. Isso é conhecer ao Cristo ressuscitado cheio de glória. Quando vivemos assim, governaremos sobre toda situação terrena, não vamos nos afligir, nos preocupar, não vamos nos debater, não vamos ficar preocupados com as coisas deste mundo.

Perdemos o nosso tempo sem conhecer a eternidade, e aquele que não procura conhecer a eternidade aqui, não vai conhecer a eternidade depois, a eternidade está aqui, ela está disponível para todo aquele que queira e que deseja. A eternidade é ser sem limites, é um nível de vida extraordinário e fora do comum e do natural; onde nosso ser é imerso na renovação e inovação de uma vida criativa, transbordante que nunca parará de crescer.

Aquilo que o mundo todo faz, o que todo mundo segue não vem da eternidade, porque o mundo não é eterno; o viver na eternidade é totalmente diferente de viver no terrenal.

O mundo morre, mas Deus não morre. O mundo está indo para o inferno, e para aquele que está no mundo tudo é difícil. Mas para Cristo nada é impossível. Precisamos governar; temos que viver e conhecer muito mais do que é a vida, do que é o céu. Valorizamos muito as coisas naturais e terrenas, as pessoas, o trabalho, a rotina do dia a dia e colocamos muito a nossa atenção nessas coisas. No entanto, deveríamos colocar a nossa atenção naquilo que é eterno.

Vivemos muito para o que é natural, passageiro e perecível. Se vivemos para uma pessoa, um casamento, marido, trabalho, estudos, filhos, família, ou até mesmo para o nosso chamado e ministério, tudo isso vai perecer, vai ser destruído, vai passar. Devemos viver para o que será eterno.

Devemos construir relacionamentos para serem eternos, todavia se não conhecermos a vida eterna, não teremos a capacidade de construir nada para a eternidade, não teremos um casamento que realmente seja para eternidade. Tudo será eterno quando é feito pelo Senhor e para o Senhor.

Fomos criados para governar a matéria e tudo o que é natural. Se vivermos em adoração conectados com Cristo, os céus e a Terra vão estar em nosso domínio. Iremos governar com Cristo, iremos criar coisas novas, porque estamos conectados com o Criador. Então, ser criativo deve ser nossa natureza.

É um som, é uma vibração, a própria vida fluindo; uma outra realidade de vida, um nível de vida tão elevado, – não é soberba e nem de orgulho — é um nível elevado acima desta vida terrena. É assim que deveríamos ver todas as coisas.

O descanso eterno não é quando se morre e vai para o túmulo: “Vou descansar eternamente”, isso é um engano da religião. A vida eterna começa quando se entra em Cristo (que é o reino de Deus), quando conhecemos a ressurreição de Jesus Cristo. Pois aquele que tem ido para a cruz, aquele que tem crucificado a carne e suas paixões e as suas vontades próprias por Cristo, também por Ele será ressuscitado. Isso é uma glória sem limitação.

Oro para que o Senhor nos ajude a morrer para nós mesmo e crucificar as nossas vontades para vê-Lo face a face e conhecer essa glória que será revelada. Senhor, gera em nós esse desejo ardente no coração, de conhecer a glória da ressurreição de Jesus Cristo. Nos torne eternos no espírito, na alma e corpo, que a vida eterna habite em nós ressuscitando todo o nosso ser. Tua noiva seja ressuscitada! Senhor!

Que os nossos descendentes possam conhecer a vida eterna, de uma forma mais profunda, que os nossos filhos nunca conheçam a morte e a destruição. Que o resplendor da Sua glória brilhe no coração de cada um para aprendermos a conhecer essa vida eterna. Tu és a eternidade. Coloca, Pai, a vida eterna dentro de cada um para que conheçamos essa vida.

Comecem a subir, vejam-se governando sobre a Terra, vejam-se tão grandes, comece a crescer o espírito de vocês, comecem a passar da Terra, olhe para a Terra, como se fosse um caroço de feijão na sua mão. Você não pode ser governado, você precisa governar, nós precisamos governar, precisamos entender o que é ter a vida eterna em nós, para liberar essa vida, onde quer que nós formos.

Deixe que os mortos enterrem os seus mortos e entre na vida eterna. Essa vida é muito grande, é muito maior que essa vida medíocre que temos vivido, nada poderá nos paralisar se entrarmos na vida eterna.

A capacidade de governar, de vencer a morte vem somente daqueles que conhecem a vida eterna; não é falando ou ouvindo falar, mas sim conhecendo.

O sangue da vida eterna – que é o sangue de Cristo – corre no nosso sangue, nas nossas veias, trazendo purificação, libertação. Não será mais o sangue de Caim o homicida; o sangue do primeiro Adão que levou a criação à inutilidade que estará falando em nosso ser. Esse sangue mata, esse sangue trouxe a morte sobre a Terra, mas agora o sangue do segundo Adão, o sangue da vida eterna, redentor, restaurador estará correndo em nossas veias.

Toca em nossos ossos, na nossa genética e começa a remover a herança de Caim, Senhor, a herança da morte. Que o sangue do segundo Adão comece a correr em nossas veias, o sangue da vida eterna, aquele que veio dar vida e vida em abundância. Toda morte, toda destruição, tudo o que nos envelhece e nos destrói, para nos cansar e nos impedir de correr saia do nosso sangue. Limpa toda a nossa herança, limpa os códigos da religiosidade que tem nos impedido de entrar na eternidade.

Que a Tua glória habite em nossos ossos e corra em nosso sangue, a glória da eternidade.

Amor pela eternidade, nos dá amor pela eternidade.

amorentrando em Cristoentrar na eternidadeeternidadegraçaJesus Cristoluzmudançanascer de novonovo entendimentopoderes da era vindourareino de Deusreinodedeusrevelaçãosabedoriasalvaçãovida eterna

igrejagloriosa • 24 de dezembro de 2015


Previous Post

Next Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado / Campos obrigatórios estão marcados *